Notícias

6 meses sem resposta! Queremos justiça para Marielle e Anderson

14.09.18 Geral, Notícias

O assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes completa nesta sexta-feira, 14, seis meses, e até o momento não há nenhuma resposta sobre quem matou e quem mandou matar Marielle e Anderson.

Marielle era vereadora do Partido Socialismo e Liberdade(PSOL) e foi assassinada, junto ao motorista que a acompanhava, Anderson, na quarta-feira, 14 de março, no centro do Rio de Janeiro.

Mulher negra, militante da Maré e defensora dos direitos humanos, Marielle cumpria seu primeiro mandato como vereadora, sendo a 5ª mais votada da cidade, e denunciava a violência policial no Rio de Janeiro. Recentemente havia se tornado relatora da Comissão da Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro criada para acompanhar a intervenção federal do Rio.

Veja também  Metroviários se mobilizam em dia internacional de luta contra a privatização

Seu assassinato foi um crime político, e Marielle se tornou mais uma das lutadoras de direitos humanos assassinada no Brasil. Somente no ano de 2017, 62 ativistas do campo e da cidade foram assassinados.

É importante lembrar que o Estado do Rio de Janeiro ainda vive uma intervenção militar, denunciada fortemente por Marielle, e que não representa a solução para a criminalidade no Rio de Janeiro.

Exigimos justiça para Marielle e Anderson. É inaceitável que 6 meses após o crime ainda não tenham respostas.

Convidamos a todas entidades, sindicatos e movimentos sociais a se somarem nesta denúncia.

Marielle e Anderson, presentes! Hoje e sempre.