Notícias

Justiça censura universidades brasileiras

26.10.18 Destaques, Geral, Notícias

A última semana antes das eleições presidênciais foi marcada por diversas ações arbitrárias da justiça. Agentes do Tribunal de Justiça Eleitoral (TRE), da polícia federal, e da polícia militar, realizaram ações em ao menos 27 universidades brasileiras para retirar supostos materiais de campanha.

Os agentes foram a sede de sindicatos, de associações de docentes, diretórios estudantis e centros acadêmicos para buscar materiais, e interromperam aulas para questionar os professores do conteúdo. Além disso a justiça proibiu a realização de debates em diversas universidades, cujos temas eram defesa da democracia ou discussões sobre fascismo.

Veja também  Privatização comprometerá expansão da Linha 5 - Lilás do Metrô

Na Universidade Federal Fluminense (UFF) agentes do TRE exigiram a retirada de uma faixa com os dizeres “Direito UFF antifascista”, e uma juíza determinou a prisão do diretor da faculdade de Direito caso a faixa não fosse retirada.

Repudiamos as ações da justiça, que pretendem censurar as opiniões contrárias a Jair Bolsonaro (PSL), e ferem o direito constitucional a liberdade de expressão e a liberdade de cátedra.

Ditadura nunca mais! Ele não, ele nunca.