Notícias

Metrôs estão atacando trabalhadores e seus direitos

05.09.19 Destaques, Geral, Notícias

Os metroviários enfrentam em todo Brasil ataques das empresas a sua liberdade de organização sindical e aos seus direitos, com posturas antissindicais e de punição, assédio moral e repressão aos trabalhadores.

No Rio Grande do Sul, 6 metroviários foram punidos pela Trensurb após a greve geral deste ano acusados de ações que não cometeram e tiveram seus contratos de trabalho suspensos pela empresa. A categoria aprovou uma ajuda de subsistência para os trabalhadores e segue em luta para reverter este processo.

Em São Paulo tem se ampliado as denúncias de perseguições aos trabalhadores, os casos de assédio moral e punições. Recentemente o Metrô puniu com advertência verbal todos os cipistas da Linha 2, após uma denúncia que os trabalhadores haviam feito sobre assédio de seus supervisores. A empresa tem promovido demissões sem justificativa, e chegou inclusive a demitir um diretor do Sindicato.

Veja também  Sindicato convida para ato pela reintegração dos demitidos da greve de 2014

A Fenametro denuncia estas situações, sua gravidade e como serão cotidianas com a ampliação das privatizações. Estamos em defesa dos trabalhadores e seu direito de organização sindical.