Notícias

Fenametro lança Cartilha para combater privatizações e concessões no setor metroferroviário

13.09.21 Destaques, Geral, Notícias Tags:

Por Ana Carolina Andrade

Para enfrentar as privatizações e concessões dos metrôs e ferrovias no Brasil, a Fenametro lançou neste sábado, 11, uma Cartilha que traz estudos, dados e diversas informações sobre o setor de transportes. O material questiona o modelo rodoviário no Brasil e aponta a necessidade da construção de um plano de mobilidade urbana baseado nos trilhos. A Cartilha foi elaborada em parceria com o Instituto Latino-Americano de Estudos Socioeconômicos (ILAESE) e servirá para dialogar com toda categoria metroferroviária e os movimentos sociais.

O lançamento aconteceu na quadra do Sindicato dos Metroviários de São Paulo e por conta da pandemia da Covid-19 foi realizado de maneira híbrida, com participações presenciais e virtuais. Com a presença de metroviários de Alagoas, Distrito Federal, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo e representantes de sindicatos, federações e categorias como de petroleiros, trabalhadores dos Correios, metalúrgicos, eletricitários, de água e esgoto, foi dividido em dois momentos, o primeiro com a saudação destes trabalhadores e a exibição de vídeos e falas ao vivo de vereadores, deputados estaduais e federais e representantes do PSOL, PT, PCdoB, PSTU, PCB, UP e Rede, e das Centrais Sindicais CUT, CTB, CSPConlutas, Força Sindical, e da Unidos Para Lutar.

Já no segundo momento aconteceu uma apresentação da Cartilha, com uma exposição de Érika Andreassy, integrante da equipe do Ilaese, que ressaltou a importância da Cartilha para armar o conjunto da categoria para debater sobre os efeitos da privatização no colapso do sistema urbano na destruição de postos de trabalho e nos impactos gerais na vida dos trabalhadores. Erika ainda trouxe dados importantes como o aumento da participação do setor privado no setor metroferroviário nos últimos 13 anos, que passou de 15% para 27% e recaiu sobre a média da remuneração da categoria, que diminuiu.

A Cartilha foi disponibilizada aos presentes e enviada aos Sindicatos filiados à Fenametro. Para baixá-la, clique aqui.

É importante lembrar que atividade ocorreu na sede do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, ameaçada pelo governo Doria de reintegração a qualquer momento, inclusive com o uso da Polícia Militar. Não é à toa que Doria ataca o direito de organização dos trabalhadores! A Sede é um espaço fundamental para os movimentos sociais, para organização de diversas lutas e da resistência e enfretamento às privatizações.

Para conferir o lançamento na íntegra, clique aqui.

Fotos: Maria Fígaro/Sindicato dos Metroviários de São Paulo