Notícias

Aumento da tarifa da CBTU não trará benefícios para população e nem para os trabalhadores

17.05.18 Geral, Notícias Tags:,

Quem utiliza os metrôs e trens da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) sentiu nesta semana o aumento de 90 a 100% da tarifa. Em Belo Horizonte a tarifa passaria de R$ 1,80 para R$ 3,40, mas foi impedida pela justiça, mas em Recife subiu de R$ 1,60 para R$ 3,00, e em João Pessoa, Natal e Maceió de R$ 0,50 para R$ 1,00.

A Fenametro acredita que o aumento não vem para beneficiar os usuários e nem mesmo os trabalhadores. O aumento da tarifa elitiza o transporte, dificulta o seu acesso e prejudica a população.

O lucro obtido não é revertido em melhorias no sistema, e por isso, a Federação, que está em luta contra a privatização dos metrôs no Brasil, acredita que quanto maior a tarifa, mais atrativa se torna a concessão do metrô para a privatização.

Veja também  Lançada Frente Parlamentar Pró-Metrô de BH, Contagem e Betim

No Rio de Janeiro, onde o Metrô é privado e tem uma das tarifas mais altas do país, os salário dos trabalhadores é o menor entre os metroviários do país, e a população sofre com a falta de funcionários.

Acreditamos que o transporte público deve ser tratado como um direito, e não pode se estruturar na lógica da mercadoria. Enquanto servir ao lucro privado serão os trabalhadores que sofrerão, com a precarização do trabalho, e os usuários, com altas tarifas e sucateamento do sistema.