Notícias

Justiça por Marielle! Pela investigação das relações da família Bolsonaro com o crime

06.11.19 Geral, Notícias

A Fenametro e seus sindicatos filiados vem se somar a todas e todos que seguem exigindo justiça para Marielle Franco e Anderson Gomes, cujo assassinato completa mais de 600 dias e segue sem resolução.

Na última semana foram apresentadas pela imprensa novas informações sobre o caso, que conectam o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e sua família com os suspeitos do assassinato, presos desde março.

As afirmações são graves, e precisam ser investigadas com celeridade. Seguimos perguntando: quem mandou matar Marielle e Anderson?

Veja também  Metroviários de São Paulo realizam ato de comemoração pela reintegração dos trabalhadores demitidos em 2014

Quem foi Marielle Franco?

Marielle era vereadora do Partido Socialismo e Liberdade(PSOL) e foi assassinada, junto ao motorista que a acompanhava, Anderson Gomes no dia 14 de março de 2018.

Mulher negra, militante da Maré e defensora dos direitos humanos, Marielle cumpria seu primeiro mandato como vereadora, sendo a 5ª mais votada da cidade, e denunciava a violência policial no Rio de Janeiro.