Notícias

Solidariedade aos trabalhadores da Portway/Portugal

14.04.16 Internacional, Notícias Tags:, ,

Confira o comunicado da FECTRANS (Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações de Portugal), sobre a demissão de 257 trabalhadores da aviação. Toda solidariedade aos companheiros! Não as demissões!

“Camaradas

A administração da PORTWAY/VINCI, uma das empresas de handling – designação inglesa para serviços prestados em terra de apoio às aeronaves,passageiros, bagagem – que opera nos aeroportos de Portugal, anunciou que fará a demissão coletiva de 257 trabalhadores. O processo é ilegal, pois a medida visa despedir os trabalhadores mais antigos para manter os mais recentes, que já tem vínculos precários de trabalho. As demissões acontecem com pretexto da empresa deixar de assistir a empresa de “low-coast” Ryanair, o que significa que:

– A Ryanair representa 35% da atividade total da Portway, atingindo no Porto mais de 50%. Isto significa que a Ryanair e a Groundlink iniciarão já este mês em Faro (como fazem há quase um ano em Ponta Delgada) um regime de fraude à lei (Dec. Lei 275/99), uma vez que não só ludibriam o que é o self-handling, como não cumprem qualquer contratação coletiva.
– Ludibriam o self-handling, pois a Ryanair está licenciada pela ANAC para fazer self-handling nas categorias 3 (bagagem) e 5 (placa), no entanto quem efetivamente faz essa assistência é a Groundlink (que só está licenciada, ilegalmente, para as categorias de assistência a passageiros), conforme anunciado pela Groundlink no próprio site.
– Ludibriam, com a cumplicidade e conivência da ANAC, o Dec. Lei 275-99, artigo 6, alínea g), pois nem a Ryanair nem a Groundlink cumprem qualquer contratação coletiva, com a agravante da Groundlink ter nos seus quadros superiores ex-administradores e ex-diretores da Portway!

Veja também  Aumento na conta de luz poderá ser ainda maior com a privatização da Eletrobras

Para combater mais esta ofensiva foi desencadeado um processo de luta, que entre as várias ações, passa pela realização de uma greve nacional dos trabalhadores desta empresa, no dia 18 de Abril, entre as 8 e as 15h.

No decorrer desta greve serão realizadas plenárias/concentrações nos aeroportos do Porto, Lisboa e Faro a partir das 11horas desse dia, para os quais apelamos à vossa solidariedade através de envio de mensagens de protesto contra estas demissões para:

A Administração da Portway:
FECTRANS – Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações
email – [email protected]
[email protected]
[email protected]
Ministério do Planeamento e Infraestruturas:
email – [email protected]
Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social:
email – [email protected]

Das posições enviadas às entidades atrás referidas, devem dar conhecimento à FECTRANS – [email protected] e SITAVA [email protected], para assim ser dado conhecimento aos trabalhadores.

Unidos na defesa dos direitos dos trabalhadores

Lisboa, 14 de Abril de 2016”