Notícias

A luta dos Metroviários de Brasília: Nenhum direito a menos!

27.11.17 Distrito Federal, Notícias

Os metroviários de Brasília entraram em greve contra o descumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho de 2015, por parte da Companhia do Metropolitano de Brasília. A justiça determinou que os trabalhadores deveriam fazer 90% da frota de trens funcionar. Ocorre que do total de 32 trens da frota, não são todos que tem operação comercial. Portanto, além de atacar o direito de greve, essa decisão judicial é inaplicável.

Diante disso, a categoria metroviária de Brasília decidiu pela greve e até o dia 23, seguiam com escala de trabalho de 30% da frota funcionando, a escala de greve definida em Assembleia.

Diferente do que divulga a empresa e o governo, a disposição dos trabalhadores não afetar a população, mas sim, lutar pelos seus direitos, conquistados justamente. Nos dias de prova do ENEM, os metroviários suspenderam a greve para não prejudicar os jovens que fizeram a prova e precisavam do Metrô para seu deslocamento.

A luta pelos direitos trabalhistas é legítima e justa, e a greve é um direito. Defender um transporte público é defender os direitos da categoria.