Notícias

Ministério Público instaura inquérito para apurar irregularidades na Linha 15-Prata o Monotrilho

27.08.19 Destaques, Notícias, São Paulo

O Ministério Público de São Paulo (MPSP), atendendo a uma representação do vereador Toninho Vespoli (PSOL-SP), instaurou um inquérito civil para apurar denúncias a respeito da vulnerabilidade e segurança da Linha 15-Prata do Monotrilho.

As denúncias ocorreram após uma série de acidentes na Linha, que na época, estava prestes a ser privatizada, ação que foi alvo de debate em uma audiência pública na Assembleia Legislativa de São Paulo em fevereiro.

O MPSP havia pedido esclarecimentos sobre as denúncias ao Metrô, a Secretaria de Transportes do Estado de São Paulo e ao Conselho Diretor do Programa de Desestatização do Estado de São Paulo, que alegaram não poder contribuir.

Veja também  Petróleo/Pré-sal: contra a privatização!

A Linha 15-Prata foi privatizada em março deste ano, vendida a CCR por 3% do valor gasto pelo Estado para em construção, em um leilão de cartas marcas.

A Fenametro está há anos denunciando as privatizações no Metrô de São Paulo e seus efeitos no sistema metroviário. Recentes delações vem mostrando o que já denunciávamos, o recebimento de propina, fraude em licitações e na construção de Linhas, que prejudicam a população e os trabalhadores.