Notícias

Nos Estados Unidos, trabalhadores do transporte lutam por melhores condições de trabalho

19.07.16 Internacional, Notícias Tags:, ,

No centro de articulação do capitalismo trabalhadores dos transportes resistem e se mobilizam. Os sindicalistas dos Estados Unidos da América presentes no Encontro Internacional de Trabalhadores e Trabalhadoras do Transporte contra à Privatização, relataram lutas dos estadunidenses pouco conhecidas pelos brasileiros, e a situação política de seu país.

Condutor de ônibus em Chicago, Erek Slater se soma a situação dos 42 metroviários brasileiros de São Paulo que foram demitidos ilegamente. Erek trabalhava há 10 anos como condutor de ônibus na Chicago Transit Authority e foi demitido por sua atuação como dirigente sindical.

EncontroInternacional_020716 (5)
O condutor é membro do Amalgamated Transit Union, sindicato de trabalhadores de diversas áreas do transportes, como condutores de ônibus, ferrovias, metrôs, ferry boat, bondes, e outros setores de manutenção dos transportes. Seu sindicato representa 10.000 condutores, que movimentam 1,5 milhões de pessoas por dia. Em Chicago, 90% dos condutores de ônibus são negros e 20% mulheres.

Algumas semanas após ter sido eleito como representante do Sindicato, Erek foi demitido com a justificativa de insubordinação à chefia. De acordo com o condutor, a situação ocorreu após ele orientar uma trabalhadora do setor sobre seus direitos, defendendo aquilo que constava em seu contrato de trabalho, situação que a chefia entendeu como interferência na ordem de um superior. O sindicato entrou com ações judiciais, fez ações públicas e atos, mas Erek segue demitido.

Veja também  MG: Todos ao Grito dos Excluídos!

Organizador da LaborFest de São Francisco, série de ações culturais e políticas dos trabalhadores dos EUA, Steve Zeltzer, trouxe um panorama da política de seu país. Para Steve o imperialismo americano está decaindo, e por isso os Estados Unidos se preocupam muito com o que ocorre com a classe trabalhadora mundial, usando seu poder e influência para controlá-la.

EncontroInternacional_020716 (6)
A possível vitória de Donald Drump é um fato preocupante para Steve, que lembra que o grande apoio a Bernie Sanders revelou pela primeira vez que pessoas jovens apoiam os ideais socialistas, o que mostra que o capitalismo não está funcionando em seu próprio centro.

De acordo com Steve é fundamental construir um dia internacional de lutas dos trabalhadores do transporte contra a privatização, e um canal internacional dos trabalhadores de todos continentes, todos lutando contra o capitalismo e contra os patrões. Steve ainda acredita que
a única solução para está crise é a luta dos trabalhadores e que somente os trabalhadores podem solucioná-la.