Notícias

Por uma Trensurb pública e de qualidade!

20.05.16 Notícias, Rio Grande do Sul Tags:,

Anunciadas ainda no governo Dilma, as privatizações dos metrôs de São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte irão acontecer em ritmo acelerado. Este é um dos primeiros anúncios do governo Temer, que afirma que irá privatizar “tudo que for possível”.

Mas como estas privatizações irão afetar a vida da população? Por quais razões devemos ser contra? A Fenametro acredita que com a privatização dos transportes vem o aumento da tarifa, a redução do número de funcionários e uma piora na qualidade do serviço prestado.

Vale lembrar que diversas empresas públicas privatizadas foram vendidas a preços muito abaixo do que valiam. Iremos aceitar que o patrimônio público, custeado com os nosso impostos, seja vendido a preços mínimos e que encha o bolso dos empresários? Deixaremos que mais trabalhadores sejam demitidos quando temos uma crise que já deixa 10,4 milhões de desempregados?

Veja também  Nova diretoria é eleita no 6º Congresso da Fenametro

O Rio Grande do Sul entra neste pacote. O Sindicato dos Metroviários traz à população a preocupação com o avançado processo de sucateamento dos trens e das instalações da Trensurb. Sabemos que essa prática é utilizada quando os administradores têm em vista a entrega dos serviços à iniciativa privada.

Exemplo do prejuízo provocado aos usuários foi a retirada de circulação da nova frota, culpa de empresas privadas que entregaram os trens com problemas. Esclarecemos que o prejuízo causado não é de responsabilidade dos metroviários e conclamamos a população para, ao nosso lado, lutar contra a privatização.

A Fenametro e o Sindicato estão em luta contra a privatização e convidam à população a se somar às mobilizações!
Faremos nesta sexta-feira um dia nacional de luta contra a privatização! Por um metrô público, estatal e de qualidade! Rumo a tarifa zero!