Notícias

Repetiremos sempre: Ditadura nunca mais!

05.11.19 Destaques, Geral, Notícias

Com a eleição de Jair Bolsonaro (PSL) as menções e apoios a ditadura militar se intensificaram. Membros da sua família, do governo e figuras públicas além do próprio Bolsonaro tem dezenas de pronunciamos e declarações em defesa da ditadura e seus agentes.

Na última semana, seu filho, Eduardo Bolsonaro (PSL), reivindicou como medida a volta do AI-5, um marco do recrudescimento da ditadura militar brasileira.

Em dezembro de 1968, 4 anos após o golpe militar, o governo de Costa e Silva instituiu um ato que suspendeu direitos políticos, caçou mandatos parlamentares, censurou a imprensa, a música e o cinema, e ampliou a repressão, tortura, morte e desaparecimento daqueles que se opunha ou discordavam do regime militar.

Veja também  Vamos derrotar a Reforma da Previdência!

A Fenametro vem repudiar as declarações de Eduardo Bolsonaro e todos aqueles que negam e defendem a ditadura. É mais que urgente fazer uma defesa dos direitos e liberdades democráticas e relembrar o que foi a ditadura.

A ditadura foi um período de repressão, censura, sequestro, prisão arbitrária, desaparecimento, tortura e assassinato de milhares de mulheres, homens e crianças.

Seguimos em defesa da memória, verdade, justiça e reparação.

Pela cassação de seu mandato! Ditadura nunca mais!