Notícias

CIPAS do Metrô de São Paulo aprovam subcomissão de proteção e saúde das mulheres

12.12.17 Notícias, São Paulo Tags:, ,

Reproduzimos abaixo as notas das bancadas eleitas das CIPAS das Linhas 1- Azul e 2- Verde, do Metrô de São Paulo, sobre a recente aprovação da subcomissão de proteção e saúde das mulheres. É hora de fortalecer a luta para combater o machismo e vencer a ingerência do Metrô nas CIPAS.

CIPA LINHA 1 aprova subcomissão de proteção e saúde das mulheres

Há mais de 2 anos as bancadas eleitas das trabalhadoras e trabalhadores das CIPAS do Metrô vem lutando para criar uma subcomissão de trabalho específica para tratar da saúde e defesa dos direitos das mulheres.

Mesmo com o machismo sendo muito grande dentro do sistema, sejam com as usuárias sofrendo assédio nos trens super lotados, ou com as metroviarias efetivas, terceirizadas ou jovens aprendizes nos locais de trabalho, a direção do Metrô e suas respectivas chefias e representações na CIPA vinham fazendo de tudo para que essa subcomissão não funcionasse.

Na própria linha 1 azul a subcomissão já havia sido criada e aprovada nas reuniões. Porém de maneira unilateral e desrespeitando a NR 5 (norma que regulamenta o funcionamento na CIPA), assim como o acordo coletivo que trata sobre a CIPA, a chefia do Metrô extinguiu a subcomissão. Tal ação de ingerência dos indicados pelo Metrô durante todo esse tempo não foi revertida pela SRTE (Superintendência Regional do trabalho e emprego).

Por isso, no dia 05/12, data da primeira reunião ordinária da nova gestão 2017/2018, a bancada eleita novamente estabeleceu a defesa da subcomissão, denunciando o caráter de retrocesso de uma empresa que vai na contramão do fenômeno mundial de lutas das mulheres em defesa de igualdade dos direitos e contra todo e qualquer tipo de violência. Mesmo mediante a negativa do presidente Richard em encaminhar o tema a votação, a bancada eleita não fugiu com seu dever de defender as normas que regem o funcionamento da cipa, no seu artigo 5.28.1 que diz:

Veja também  Metroviários e ferroviários de seis capitais farão dia de luto na sexta-feira, 30/04.

*”Não havendo consenso, e frustradas as tentativas de negociação direta ou mediação, será instalado processo de votação, registrando-se a ocorrência na ata da reunião.”*

E assim, pela via da vice presidente, já que Richard descumpriu com suas funções de presidente, encaminhamos a votação, a qual por 17 votos dos representantes eleitos a 11 votos de indicados da empresa, foi aprovada a subcomissão.

Fazemos um chamado a todas e todos trabalhadores metroviarios a defenderem a subcomissão criada, pois a intransigência da empresa agora fará de tudo para mais uma vez intervir ilegalmente na cipa e tentar novamente extinguir a subcomissão.

Bancada eleita CIPA LINHA 1

SUBCOMISSÃO DE DEFESA E PROTEÇÃO À SAÚDE DA MULHER É CRIADA NA CIPA DA L2!

Hoje, dia 6, houve reunião da CIPA Operação da L2 que, entre tantos temas, foi debatida a proposta dos eleitos sobre a criação da Subcomissão de Saúde e Proteção da Mulheres.

Após longo debate e sem consenso, o presidente se negou a colocar em votação. O vice-presidente, perante a esta não atribuição legal do presidente em encaminhar votação em casos sem consenso, assumiu o pleito e realizou a votação. Entre os 20 cipistas, 11 foram a favor da criação, 2 se abstiveram e outros 7 não votaram.

Os eleitos propuseram uma mulher de cada bancada para a formação da Subcomissão. Contudo, como a bancada indicada não possui nenhuma mulher, foi proposto que a empresa indique o quanto antes uma mulher para compor a subcomissão.

Parte dos cipistas indicados não aceitou nem reconheceu a votação. Entretanto, todo o processo foi legítimo e amparado pela NR5.

Que esta subcomissão avance em todas as CIPAs como mais um espaço de defesa e prevenção da saúde e segurança das mulheres metroviárias!

Bancada Eleita CIPA L2