Notícias

MetrôRio insiste em descumprir Acordo Coletivo e pode pagar multa de R$ 3 milhões

07.02.17 Notícias, Rio de Janeiro Tags:,

A MetrôRio não tomou providências sobre as irregularidades denunciadas pelo Sindicato dos Metroviários do Rio de Janeiro (SIMERJ). No início do mês, o SIMERJ enviou uma notificação extrajudicial à empresa pelo descumprimento de três cláusulas do Acordo Coletivo vigente. As cláusulas são referentes ao plano de saúde, a escala dos agentes de segurança e aos plantões no Posto Médico do Centro de Manutenção.

A empresa tinha trinta dias para encaminhar resoluções sobre as irregularidades denunciadas, e com o não cumprimento poderá pagar multa equivalente a um piso da categoria por trabalhador prejudicado. Segundo o SIMERJ o piso vigente é de R$ 1.023.32, e a MetrôRio possui hoje 3 mil empregados, o que resultaria em R$ 3 milhões de multa.

Veja também  Metrô Rio demite dezenas de funcionários e precariza ainda mais a operação

De acordo com o Sindicato a empresa oferece a um número significativo de gestores e dependentes um plano de saúde superior ao oferecido ao restante da categoria sem que nenhum valor adicional seja cobrado. A entidade acredita que isto é um grande desrespeito à categoria como um todo e uma prática recorrente da empresa.

Outra cláusula desrespeitada é referente a escala dos Agentes de Segurança. Estipulada como 6×3, desde 2013, até hoje não foi cumprida. Além disso, o Sindicato afirma que a empresa não tem cumprido os plantões previstos no Posto Médico do Centro de Manutenção na sua integralidade.
Para o SIMERJ o caminho será ingressar na justiça e reivindicar a multa prevista no Acordo Coletivo.