Notícias

CPI do HSBC aprova quebra de sigilo de ex-diretores do Metrô de SP

01.07.15 São Paulo Tags:,

Paulo Mano Moreira e Ademir Venâncio são suspeitos de irregularidades administrativas no período em que tiveram conta no banco suíço e dirigiam a empresa de transporte. Outros investigados também tiveram sigilo levantado. COAF apontou ocorrência de “operações financeiras atípicas .

A CPI do HSBC aprovou, na tarde de terça-feira (30 de junho de 2015), requerimentos pedindo a quebra de sigilo fiscal e bancário de clientes investigados por denúncias de operações irregulares com o banco.

A CPI vai solicitar a quebra de sigilo de dois ex-diretores do Metrô de São Paulo: Paulo Celso Mano Moreira e Ademir Venâncio de Araújo. Ambos são suspeitos de irregularidades administrativas. O período em que tiveram conta no HSBC da Suíça seria coincidente com o tempo em que foram diretores do Metrô de São Paulo.

A aprovação dos requerimentos, no entanto, não veio sem polêmica. Alguns senadores , que na pratica atuam como “advogados dos suspeitos”, questionaram o momento e a necessidade da quebra de sigilo.

A imprensa não divulga os trabalhos desta CPI porque os “barões da mídia” e “celebridades” estão na lista dos suspeitos. Foi o que ocorreu no caso do apresentador de TV Carlos Roberto Massa, conhecido como Ratinho, e o de sua esposa, Solange Martinez Massa, para os quais a CPI vai pedir mais esclarecimentos.

 

Veja também  Todo apoio aos trabalhadores da Unicamp! Contra o corte de ponto!