Notícias

Reajuste absurdo no plano de saude dos metroviarios de São Paulo

17.02.13 São Paulo

O ataque ao  plano de saúde é enorme. Como se não bastasse os inúmeros problemas que estamos enfrentando para utilização do plano de salde. Médicos e clinicas se descredenciando, demora nas consultas,  liberação de cirurgias , internação e exames. A direção do Metrus pretende  reajustar a mensalidade e os valores da tabela de custeio por utilização. (ver tabela completa no site do sindicato dos metroviários de São Paulo).

Veja alguns exemplos:

Consulta de 30% para 50%

Veja também  CIPAS do Metrô de São Paulo aprovam subcomissão de proteção e saúde das mulheres

Laboratório Clinico,anatomia patológica,radiologia e outros exames de imagem de 20% para 40%

Serviços em hospitais como materiais,medicamentos, oxigênio e demais taxas que atualmente não pagamos passaria a ser cobrado ( 20%).

É bom lembrar que o Sr Fábio Mazzeo ( presidente do Metrus e ex-presidente do PSDB de São Paulo) fez todo um marketing na época do plebiscito sobre a mudança no plano de saude dizendo que não pagaríamos estas taxas hospitalares.